A árvore dos meus amigos

 

A árvore dos meus amigos

Cara ex-colega@tweeter.com

Antes de tudo, permita-me uma curiosidade: se lhe roubassem a carteira, quanto tempo levaria para dar por falta? E seu celular? Pois é.

Viu como reunir ex-colegas (que nem eram “tão chegados” assim) e que pouco se encontram, raramente dá certo?

Se fôssemos amigos, não precisaríamos fazer vaquinha e essas coisas que quem não brinca no mesmo play acaba fazendo, tentando resgatar relações que nem fazem falta. E essa conversa de “a gente pode passar anos sem se ver, mas quando se encontra…” é só papo furado para tentar justificar uma ausência que nem carecia explicar, perdoe-me a franqueza.

Anos sem se ver… Como assim, cara pálida? Amigos, de fato, arrumam tempo para se ver, telefonam para saber das últimas ou para jogar conversa fora. Amigos não passam quinze dias sem se falar, quanto mais “anos”! Amigos sabem se você (ainda) está casada, se seu pai faleceu ou se está desempregado. Por isso amizade não é para se ter com qualquer um; nem mesmo parentesco garante uma verdadeira amizade, desculpe-me de novo.

Conhecidos? Bem, animam a vida, muitos estão no Facebook, mas não fazem nenhuma diferença, compreende?

Em vez de encarar a verdade  – sobraram poucos amigos – e viver numa boa; inventamos essas relações inoxidáveis que só duram “a vida toda” na fantasia,  onde permanecem quase indeléveis. Como aquela mensagem de Natal, “A árvore dos meus amigos”. Quer saber?  A minha é um bonsai, pequenino e prático. Como minha agenda.

Por tudo isso, achei a idéia arriscada, apesar das intenções. (Auto indulgência? Não se zangue, era apenas uma suposição!)

Honestamente, não foi agradável estar numa mesa em que cada um tinha com um celular e postava alguma opinião (que ninguém pediu) a cada dez segundos! (Ô gente para ter opinião, credo!) Fiquei até pensando nesse tipo pessoa que não participa de fato dos acontecimentos que publica nas redes sociais, apenas “estava lá”- como turistas japoneses, que “enxergam” através de suas máquinas, sem “estarem lá” de verdade!

Fui convidada para um “encontro entre velhos (nem precisava o adjetivo) amigos (um exagero compreensível)”, um “happy hour” onde a idéia era interagir – uns com os outros e não com o mundo virtual, arre! Por mais de duas horas (como resisti!), alguém ainda tentou iniciar um assunto que não seguiu adiante; uns e outras levantaram os olhos esbugalhados, evidentemente alheios.

Não, não sou ranzinza ou ultrapassada; meu celular, aliás, é muito moderno  – conecta internet, tem bloco de anotações, som, máquina fotográfica, editor de imagens com canetinha e fotoshop, TV, plano ilimitado em duas operadoras e até um botãozinho que o deixa silencioso (conhece?) e até faz ligações – só falta ar-condicionado e microondas para estourar minhas próprias pipocas no cinema; enfim. O bom é que ele pode ficar na bolsa, quietinho.

Já comentei que não sei “tweetar”, quem sabe se soubesse poderia ter teclado algo como “helouuuu – tentado conversar, aqui na frente!”, ou comentasse “cabelão bonito da migucha… Tonalizante 122?”. Ela teria respondido “#***!!:((((((!!! e eu ficaria “calada” mais meia hora, pesquisando o trânsito ou a última porcaria que o Bruno Mazeo ou a Luana Piovani escreveram, só para passar o tempo enquanto nosso “happy hour” não acabasse, finalmente.

O que me chateou, querida (todo mundo é querido, depois do terceiro chopp a sós!) é que vocês me chamaram para conversar. Da próxima vez – se existir próxima vez – compareçam de fato. No mais, vamos tirar uma foto para colocar no Face, onde raios,  todo mundo é amigo – inclusive nós.

Outra coisa: melhor se informar (no Face ou noutra droga qualquer) sobre seus “amigos”antes reencontrá-los. Sim, casei “de novo” há mais de doze anos. Tenho dois filhos e ainda não tive a graça de ter netos. Com certeza, teria sido mais interessante ficar fazendo cuti-cuti em vez passar duas horas olhando a maré encher, até que me perguntasse : “Alguém disse alguma coisa? “

P.S: :) Bye. Fui… (Trolando)

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: