Minhocas na cabeça

 

-Vó?

-Que foi?

-Já tá dormindo?

-Não… O que é?

-Você pode me responder uma coisa?

-Fala, menina…

Já eram quase dez da noite e a garota inventava conversa. Ô menina tagarela.

-Quando a mamãe diz que “salvou” o arquivo, ela fez o quê, mesmo?

Agora a coisa estava complicando. Quando ainda era sobre a munheca do tio Alfredinho, ou porque a flor fica murcha, ainda vá lá. Mas informática uma hora dessas…

– Olha Tatiana, você entende de computador quase tanto quanto eu, minha filha…Mas é o seguinte…Salvar, quer dizer guardar. Ela coloca o que estavam escrevendo num lugar para vocês continuarem depois.

-Onde fica esse lugar?

Será que as crianças não querem mais saber porque o céu é azul?

-Num computador enorme, em algum lugar…Existem vários… Uns guardam coisas, informações de um provedor…Olha Tatiana, amanhã você pergunta pro seu pai, tá?

-Mas como aquilo que eu escrevi no teclado da mamãe chega nesse computador? Tem um fio que sai daqui e…

-Não minha filha, vai pelo espaço…Como a voz no telefone.

-Telefone tem arquivo?

-Tatiana, vê se dorme, minha filha, conta carneirinho.

-Vó?

-Fala, meu amor.

-Tem muito computador no mundo, né?

-Tem sim, minha filha. Um dia, haverá um computador por habitante.

-E onde vão arrumar lugar para os arquivos?

Pronto. Ela tinha perdido o sono. Isso era pior do que quem nasceu primeiro…

-Filha, até lá…

-Essas coisas – computador, avião, telefone…tudo caminha pelo céu?

-É minha filha, mais ou menos.

-E Deus, não fica zangado?

-Não, meu amor. Deus criou o homem e a inteligência do homem para inventar tudo isso.

Portanto, tudo de bom que os homens inventam é criação de Deus.

-Sei não…

Bateu a curiosidade.

-Porquê?

-Mamãe disse que brigadeiro é coisa do diabo…

-Sua mãe é…Ela queria dizer outra coisa.

-Vó?

Aquela conversa não tinha fim.

-Você me leva no Rock in Rio quando eu for grande?

A vontade de rir foi maior…

-Se eu não for, meu anjo, com certeza seu tio vai e leva você.

– E o que vai acontecer quando o espaço ficar “cheinho” de arquivos?

E agora? O que ela iria dizer?

-Filha…Não sei.

-Então tá, boa noite, vó!

E dormiu.

A avó levantou e foi até a cozinha, comer brigadeiro. Coisa do diabo…

Mas o que será que vai acontecer com tudo isso que a gente joga na internet? Será que tem um limite para a quantidade de sites, blogs…Será…

Sono, agora? Nem pensar…

Ilustração: www.kikihamann.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: