O amante (Crônica)

 

O amante

Dezenove anos de casamento acabando dessa forma, era demais, ele pensava enquanto esperava o detetive, que certamente traria provas da infidelidade da mulher. E o constrangimento de conversar com um estranho sobre os maus passos daquela a quem chamava “minha esposa”? Melhor se pudesse resolver tudo sem encarar o homem que fugia aos estereótipos dos seriados americanos. Nada de terno gasto ou barba por fazer, parecia um estudante com calça jeans, camisa pólo, tênis e uma bolsa de brim gasto; nada que denunciasse Falcão, Detetive e Investigador Particular – 24 horas no ar, conforme cartão de visitas impresso em filme, bem cafona, aliás. E existia algo mais cafona que “detetive e investigador”? (Qual a diferença entre um e outro, a mesma dúvida que tinha sobre “modelo e manequim”…)

-E então? Ele dispensou as observações sobre o clima ou a corrupção na Assembléia Legislativa e foi direto ao ponto. O que descobriu?

– Sua esposa vai três vezes por semana à academia Cintura Fina, e malha por hora e meia, mais ou menos…

-E daí? Ele esfregava as mãos… Talvez fosse melhor não ouvir mais nada e simplesmente sair de casa…

– Ela conversa e parece animada… Mas na academia não tem “rolo” com ninguém, apenas papos e risos, coisa de coroa bonitona e simpática, com todo respeito…

-Desembucha de uma vez! Onde ela encontra o amante?

O detetive Facão olhou para um lado e para o outro, como se não soubesse o que dizer…

-Doutor, segui a sua mulher por mais de mês… Ela foi… (Consultou um bloquinho) todos os dias para a loja, foi à veterinária levar o seu cachorro, ao cabeleireiro, supermercado, clínica de estética, costureira, médico… Aliás, médica; ao Chá das Aniversariantes do mês… Em lugar nenhum, nada que comprometesse sua senhora…

– Você me disse que eram os sintomas clássicos…

-Pois é… O senhor disse que ela cortou o cabelo, fez luzes, comprou camisolas, fez branqueamento e o principal: emagreceu. É clássico! Mas ela não esteve com nenhum suspeito – ou suspeita. Pode ser um caso virtual…

-Como assim?

-Internet… Elas se apaixonam por gente que nem existe; isso é carência, doutor… Com todo respeito…

-Não é na internet, tenho certeza.

Ele tinha que esclarecer a situação. O pior, nem tinha contado ao detetive Falcão… Na intimidade ela parecia mais empolgada, suspirando… Mas teria que esperar até o dia seguinte, noite do Dia dos Namorados não era a melhor ocasião.

Jantaram no restaurante de sempre e fizeram amor de quase nunca, o que o deixou mais preocupado ainda. No meio da noite ele ouviu algo que o fez saltar da cama…

-Cauã… Ela sussurrou mais uma vez, no mesmo momento em que ele puxou o edredom, gritando…

– Q-u-e-m é Cauã, Ana Maria? Fala de uma vez, tenho certeza que você está tendo um caso. Fala! Fala logo!

– Vai dormir Lelo, não tem Cauã nenhum…

Mas ela parecia constrangida, “pega no flagra”.

– “Lelo” é o… Não me enrola Ana Maria, que faço um escândalo! Tá pensando que sou idiota? Essas camisolas, perfumes, dieta… Você “até” emagreceu! (Ele estava rouco, rosto vermelho, prestes a explodir!)

Ela escondeu o rosto (Isso é culpa, ele reconheceu!) e desatou a chorar…

– Nunca fiz nada com outro, Lelo; você sempre confiou em…

-Não me chama de Lelo, traidora. Agora vai me dizer que não tinha sexo, que nem aquela pivete assassina? Fala logo! Quem é esse Cauã? Isso é nome de surfista, “Anamaria”! (Ele já não separava os nomes) Quem é? Quem é, faaala!

Ele apertava-lhe o pulso e ela chorava, baixinho…

– Lelo, esquece isso…

– Es-que-cer? “Anamaria”, o que você toma naquela linhaça?Enlouqueceu? Quero saber que Cauã é esse, a-go-ra! Fala! Quem é esse…

-… Reymond, ela sussurrou entre lágrimas.

Silêncio. Ele parecia ter levado um soco. Olhou para um lado e para outro como o Falcão, tentando entender. Olhou de viés para ela, que respondeu engasgando o choro.

– Reymond…

Nova pausa.

-… O da Grazi? (Ele estava estupefato!) Está me dizendo que tem um caso com o bocudo da novela?

– Nããoo… E desatou a chorar tanto, que ele quase se comoveu. Quase.

-“Anamaria”, pelo amor dos nossos filhos… Você caiu no papo de um moleque bocudo, “Anamaria”? O que aconteceu? Ele tem a metade da sua idad…

– Eu seeiiii…. (Mais lágrimas.)

– Como é isso, onde vocês se encontram, “Anamaria”?

– …Nos meus sonhooos… (E tome lágrimas: envergonhadas, sentidas!)

Ele a empurrou como se levasse um choque.

-Eu sonho com ele de vez em quando, que temos um caso… E é tão emocionan…

-Cala a boca, “Anamaria”, que isso é mais nojento que você ter um amante!

E ela chorava, tentando esclarecer…

– Era gostoso, entende? (Ele fazia que não, com a cabeça) O Cauã (Ele fazia cara de nojo) me abraça, conversa comigo, me telefona (Como?) e faz amor comigo… (Que horror!) Gosta de mim…(?) Nos meus sonhos… É tão gostoso  sonhar que alguém me ama…

-Alguém, “Anamaria”? Eu te amav… Amo, pombas!

-Mas você nem me beija na boca…

– Ah, agora a culpa da sua “sem vergonhice” é minha, né? Isso é um detalhe, “Anamaria”. Por causa de um beijo na boca, você ficava aí, me traindo, na nossa cama? E com um bocudo?

Ele pegou a mala, onde jogou umas peças de roupas… Ela tentou tudo, pediu para ele ficar, que era só um sonho, que isso e aquilo…

-Não diz mais nada, A-n-a M-a-r-i-a (Já estava mais calmo). Você, jogando água fora da bacia, e o babaca aqui, dormindo bem ao lado… Isso é ultrajante!

Ela soluçava e ele piorava o clima.

-Você já pensou, se todo mundo ficasse sabendo disso?

Ela chorou mais alto ainda…

-E se a Grazi, tão boazinha, coitada, ficasse sabendo disso? Hem? Hem? E bateu a porta, pensando em jamais voltar.

Sonhar uma vez, passa; mas usar baby-doll vermelho, já era abuso!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: