Supimpa: O Melhor Bolo de Cenoura com Calda de Chocolate

O Melhor Bolo de Cenoura com Calda de Chocolate?  O da minha casa, claro!

Bolo de Cenoura com Calda de Chocolate: imbatível!

(Atendendo a pedidos…) eheh… (Mas é delicioso, mesmo!)

Atenção: esse bolo tem manhas.  Se diz que é para peneirar, deixe de preguiça e peneire!

Aqueça o forno quando começar a fazer, é importante já estar na temperatura certa!

Não abra o forno antes de 25 minutos, depois que colocar. Conhece bolo “sentado”? Pois é.

Misture o fermento à farinha seca e jamais jogue sobre a massa que está sendo batida! (De bolo nenhum, isso o faz ficar irregular!)

Não exagere no fermento, já fiz um que ficou “incomível”.

Sal: todo doce deve levar uma pitadinha (“dinha”, viu?) de sal, até o mingau. Isso realça o paladar estimulando as papilas gustativas.

Coloque o sal e o limão nas claras e bata em neve, ela vai ficar mais durinha. Se gostar, acrescente uma pitadinha da casca, raladinha… Fica ótimo.

Comece separando os ingredientes, só depois de conferir tudo é que você deve colocar mãos à massa!

Vamos lá:

Primeiro: unte a forma e polvilhe farinha de trigo. A massa pronta, de qualquer bolo, não deve esperar que você faça isso!

4 ovos (separe claras das gemas, tire a pele das gemas)

2 xícaras de cenoura picadinha, crua (tem que ser miudinho ou não vai sumir, depois)

1 pitada de sal e 5 gotinhas de limão (vão nas claras)

1 xícara (rasa) de óleo de qualidade.

1 colher de sobremesa, rasinha, de manteiga.É só um toque de maciez, nada de exagerar ou vai ficar melado.

2 xícaras (rasas) de açúcar, peneiradas (atenção: não peneire junto, é separado!)

2 xícaras de farinha de trigo, peneiradas

Fermento (caso a farinha não tenha): 1 colher das de sobremesa, cheia. (Daí você mistura bem na farinha seca, ANTES de juntar à mistura.)

Modo de fazer: (faça nessa sequencia)

Bata no liquidificador:

O óleo (1 xícara), a manteiga (1 colher de sobremesa, rasa), as gemas (4) e a cenoura picadinha, até ficar bem liso. (Bata com capricho). Passe para a tigela da batedeira.

Pausa: nesse momento, em outra tigela, bata as claras em neve (os batedores não precisarão ser lavados!) com 5 gotas de limão e uma pitadinha de sal. Bata até ficar durinha. Reserve, longe do calor e do ventilador.

Volte à primeira tigela e vá batendo, acrescentando aos poucos, o açúcar. Bata bem, para incorporar ou vai ficar pesado (“sentado”)

Acrescente o trigo aos poucos, batendo.

Desligue a batedeira e acrescente as claras em neve (com gotas de limão e a pitada de sal)  à mão, incorporando.

Coloque em forma de furo, untada e polvilhada com farinha de trigo.

Leve ao forno médio (180 graus), pré-aquecido,  e nada de abrir antes de 25 minutos.

Quando estiver assado, alto e ligeiramente amorenado, faça o teste do palito.

OK.  Desligue o forno e espere uns 5 minutos para retirar e deixar sobre o fogão, para esfriar longe de ventilador… Ou vai murchar.

Quando estiver frio, desenforme e faça a calda, pois lembre que vai calda quente no bolo frio.

Cobertura: Primeiro, a receita com Leite Condensado, que é tipo brigadeiro. Depois dou a da Calda Tradicional , que fica vidrada, brilhante. Você escolhe!

Tipo Brigadeiro:

1 lata de leite condensado, 2 colheres (das de sopa)de Nescau, 2 colheres (das de sopa)de Chocolate do Frade, 1 lata de creme de leite. Misture bem fora do fogo, desfazendo os chocolates. Leve ao fogo em banho Maria, até engrossar como um brigadeiro mole. Cubra o bolo, coloque o excesso no meio.

Salpique granulado de qualidade.

Atenção: a calda vai quente sobre o bolo frio!

Aguarde a felicidade de fazer alguém feliz!

Calda Vidrada:

Coloque em uma panela pequena, para cozinhar em Banho Maria:

6 colheres (das de sopa) de Nescau (pode ser meio a meio com Chocolate do Frade)

6 colheres (das de sopa) de açucar

3 colheres (das de sopa) cheias, de manteiga

3 colheres (das de sopa) de leite líquido.

Misture tudo e leve em banho-maria, ao fogo, por uns 15 minutos, mexendo sempre, até engorssar.

Vai quente, no bolo frio.

Fica deliciosa e há quem goste muito mais que a de leite condensado!

 

(Minha gratidão à Kátia que faz essa receita há 18 anos, para deleite da família toda, incluindo Verena, as primas Dani e Luciana, mais recentemente o primo Octavio e todas as amigas de escola e faculdade que passaram lá por casa… Japinha querida, prometo fazer um só para você!)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: