Me curte?

Nós, na rede

Meu tema era outro, pretendia falar do quanto é bom estar longe de tudo – e todos – por algum tempo. Rascunhei algo sobre essa necessidade de me isolar de quando em quando, na esperança de dar-me tempo para tomar fôlego… Qual! Onde quer que vá, o cão leva suas pulgas… Mas um e-mail, curto e um tanto triste, me fez mudar de idéia em sentido totalmente oposto: gente! Gente normal, maluca, alegre ou chata! Gente que se acha, que não acha nada, gente que faz falta!

Minha leitora sente falta dos amigos e acredita que as redes sociais, (“onde as amizades são instantâneas e descartáveis”) irão acabar com a figura dos “melhores amigos”. Será, amiga? (Viu? Já iniciamos uma “amizade” virtual!)

Em vez de ficar “de fora”, acho que poderia arriscar-se nessas teias, que só lhe oferecerão perigo se você permitir, minha cara. As redes, na verdade, facilitam a sobrevivência das amizades – das melhores e das nem tanto.

Permita-me tentar explicar o meu sentimento… Tenho 55 anos, minha geração vivenciou mudanças de costumes em todos os níveis, inclusive nas comunicações. Tive alguns “melhores amigos”, uns (ou umas) ficaram para trás por conta das incompatibilidades – se é que me entende; outros, a falta de tempo foi afastando, afastando… Até sobrar quase nada daquela intimidade reconfortante, que só tem quem sabe quase tudo, uma da vida da outra. “Como está sua mãe? Não a vi na missa…”, “E aí, como foi a prova da Anna?”, “Consegui achar aquele livro e comprei um, para você…” “E o churrasco, acabou tarde?… Sabe essas conversas banais, que dão uma inveja danada, quando a gente se isola e se sente “só e abandonada”? Pois é.

Minha geração sofreu essa transição. Tínhamos as melhores amigas “telefônicas” (que maridos detestavam)e que aos poucos foram se transformando… As redes – em especial o Facebook – tornaram as amizades (instantâneas e descartáveis, inclusive – por que não?) possíveis, apesar da correria, minha cara! Graças a ele, troco receitas com quem já tinha deixado até de me acenar, falo com quem fez parte da minha juventude e até com quem já me esnobou… Bobagem, falsidades ou papo cabeça – cada um escolhe o seu enredo. E daí se você encontrar “insuportáveis”, ou os que postam a própria foto a cada dez minutos? Separe uma coisa da outra, sabendo que cada qual tem seu papel e usufrua dessa nova forma de manter amigos – e conhecidos – por perto. Com a vantagem que dá para desligar – e sumir por um tempo! Insuportável, mesmo, seria não poder participar dessa festa, viu?

Posso resgatar laços de família que ficaram esquecidos – alguns até, esgarçados. Tenho a oportunidade (quem sabe quando mais seria possível?) de conhecer melhor primos de Fortaleza, Brasília, e tantos lugares… Como é bom saber das suas vidas! A rede não é só futilidade, querida, existe muita solidariedade: de doação de sangue a resgate de cão maltratado! As festinhas das turmas que “se encontram” nas redes são  mais agradáveis do que as “do meu tempo” (João Carlos Pereira e eu detestemos essa expressão, mas ele há de me fazer essa concessão!), sem a certeza de que o bullying (quem não sofreu ou praticou?) tinha ficado no passado…

Onde mais você pode dar “Bom dia” com uma foto da filhota em trajes de festa e receber mais de quarenta “curtidas”? (Sinceras? E daí?)

Pode parecer otimismo barato, mas sempre é melhor escolher ser feliz – do jeito que der. Abra as portas para o que a vida lhe oferece; no mínimo, ela vai ficar mais arejada… Entre lá; ninguém morde. E aproveite, enquanto não inventaram o “descurtir”! (Quando entrar, me adicione! Você vai ver todas aquelas pessoas que sumiram e, melhor, vai conhecer gente nova e meio maluca, uau!)

Anúncios

1 comentário (+adicionar seu?)

  1. Sonia Maranhão
    out 26, 2012 @ 20:35:02

    Muito bom vc é uma pessoa iluminada. Conseguiu traduzir, quem sabe, o sentimento ou melhor o pensamento de muitos que frequentam as redes sociais. Gostei muito, não saberia expressar tão bem o que penso e sinto sb o mesmo tema.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: