Os Manés

De uns tempos cá, muitos brasileiros estão ficando cada vez menos honestos e, de maneira sórdida, negam, inclusive para si mesmos, que sejam a versão “menos corrompida” daqueles que deveriam servir de bom exemplo.

Tanto é verdade, que quando alguém é correto em algum momento, o fato toma as manchetes. A exceção é fazer o que deveria ser feito, sempre… O gari que devolve 20 mil reais é um herói, já que sua pobreza “justificaria” nem procurar o dono, quanto mais devolver. Em suma, você pode ser “meio desonesto” de vez em quando, dependendo das circunstâncias. Ora, não conheço quem esteja assim, digamos, jogando dinheiro fora. E estes sim, quase sempre, são desonestos.

Nossas “autoridades” estão repletas de homens e mulheres que não têm vergonha de roubar, muito, sempre sob algum disfarce: favores, empréstimos e outras falcatruas. E quando são pegos, negam, por mais que gravações mostrem sua face mais desaforada, que chega a causar nojo em quem ainda tem algum traço de nobreza de caráter.

Os mais desprezíveis, deixam os comparsas responderem por tudo e dizem que são sabiam de nada. São os covardes. O Covarde.

Roubam e tentam convencer-nos que o faziam por conta da ideologia. Alto lá, cara pálida!

Muitos acabam pensando “se eles fazem, por que não eu?”

Hoje já não se encontra amiúde, quem devolva a diferença “a maior” de um troco qualquer – seja no ônibus, restaurante, em qualquer lugar. Afinal, já estão “nos roubando mesmo”, conclui o senso moral evidentemente entortado. E desonestidade “pega” feito cola de efeito multiplicador. Leva-se um século para educar, mas deseduca-se num piscar de olhos. Em oito anos, se é que me entende.

Recentemente, tive uma peça de roupa inutilizada num serviço de ajustes. Como a recebi embrulhada e só dei pelo mal feito dias depois, a recepcionista, para livrar-se da responsabilidade, me desafiou, com um acintoso “prove que isso aconteceu aqui”. Na verdade, se o alfaiate me pedisse desculpas e se dispusesse, ainda que só para “inglês ver” (e me enganar) a pagar a peça, eu teria agradecido, e pronto. Ser enganada é que me faz mal… Da mesma forma quando encomendei tira gostos para a família, cujo valor no cardápio referia-se a 45 unidades. Só vieram quarenta, mais uma quebrada. Tenho certeza que não foi equívoco e sim a displicência que quem tem esse cacoete detestável de levar vantagem, vive cometendo – no ramo de alimentação em especial. Partem do pressuposto que ninguém confere nada; então se colar, colou.

Esse tipo de gente é uma versão do (ex) construtor que virou assessor no interior (com “salário” risível) e ainda conseguiu nomear a mulher, na Alepa, “onde ela nem precisa trabalhar”, arrota, ao contar como consegue superfaturar as contas do novo amigo de infância. O prefeito no caso. Ele c-o-n-t-a! Comenta em restaurantes sem se preocupar se na mesa ao lado estaria uma “mané” (eu, no caso) e ainda se refere aos honestos como “aqueles idiotas”.

Essa onda de imoralidade exemplar vem lá do planalto quando sabidamente tivemos um presidente que vem sendo desmascarado como o pior tipo de corrupto: aquele, o covarde. O falso moralista defensor dos eternamente oprimidos trabalhadores brasileiros – que não mereciam isso.

O Brasil ainda não faz idéia do prejuízo ético que Lula nos causou e cujos efeitos ainda atingirão algumas gerações mal formadas.

Fico imaginando o que pensam hoje os jovens de camiseta e boina vermelha, que vendiam botons de estrela…

Diante dos últimos acontecimentos, creio em Deus e em Joaquim Barbosa que ainda haveremos de vê-lo no banco dos réus e, finamente, num gozo nacional, na cadeia. Aí sim, esse senhor haverá de lamentar nunca ter estudado.

Cana dura, não é exatamente uma caipirinha, Presidente. Oxalá perca inclusive, a prerrogativa do tratamento. Será justo, muito justo. Justíssimo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: