Só para lembrar

 Só para lembrar…

A vida anda muito corrida para todo mundo.Filhos morando longe oudez quadras adiante, tanto faz; a distância, em certos dias, parece a mesma. Por mais que a gente se esforce, a convivência familiar vai se tornando raridade, cada qual com sua agenda, cada uma mais cheia que a outra.

Julho é sempre uma oportunidade para colocar algumas coisas em dia – pelo menos os armários. Outro dia, encontrei o caderno de receitas que comecei a passar a limpo para minha filha, três anos atrás. Páginas caprichadas, escritas em azul e sublinhadas em vermelho, com imagens recortadas de revistas… Entre uma e outra, lembretes e observações, recados carinhosos que temi não ter tempo – na verdade, oportunidade – para passar-lhe.

Entre dicas sobre como tirar a pele das nozes e o “pitiú” de peixe, encontrei uma receitinha básica de mingau…Mas os tempos mudaram e os bebês de hoje não devem tomar mingaus. Pelo menos não como “na minha época”.

Bebês. Quando casamos, logo nos perguntam pelo bebê. Depois dos cinquenta, perguntam pelos netos. A gente percebe, então, que já tem “cara e jeito” de avó. E aí, aquele conjuntinho detestável de liganete vai cair como luva – que horror. Prometo adiar oliganete – não os netos- até não mais poder, e só capitularei no recesso do lar, poupando frequentadores do supermercado dessa visão infernal. (Usaflex, vá lá, comprei uns lindos!… Mas liganete é a derrocada!)

Fiquei imaginando o que anotar no caderno de receitas- e, agora, de recados – para minha neta… Ou neto. O que um de nós gostaria que os filhos dos filhos soubessem, desde sempre?

De repente tenho tanto a dizer. Bobagens que parecem absolutamente fundamentais e que gostaria de ter sabido muito, muito antes.

Não tomem mingaus. Nem refrigerantes demais… Ou doces demais.(Aliás, “de mais” é sempre muito pior que “de menos”) Decididamente é melhor que gostem de frutas e saladas e todas essas coisas saudáveis que não os deixam gorduchos. Está provado que é muito mais difícil perder peso “depois”. (Eu sei disso!)

Respeitem pais e idosos. Um dia serão ambos e a vida devolverá tudo em dobro. (Tenho certeza!)

Leiam muito. Livros “de papel”, ainda que se transformem em raridades (Seus avós deve ter muitos em casa!) proporcionam momentos maravilhosos. Anotem suas impressões (a lápis, bem entendido) nas margens. Um dia poderão ver como até as opiniões mais íntimas podem mudar.

Aprendam a gostar de atividade física antes que aprendam a amar o sofá. Acreditem, tudo é mais fácil para quem se exercita – e gosta. Sem mais comentários, por favor.

Quando pensarem que estão diante do maior amor de suas vidas. Aproveitem. E se uma paixão sefor, a dor será enorme; masum dia ela passa e outra poderá acontecer. Estejam prontos.

Viajem, muito. Dubai, suponho, deve sera nova Miami. Pois tentem ir “mais longe” para conhecer sua própria terra, a terra dos seus pais. O Pará é muito bonito e existem lugareslindos como Alter do Chão, em Santarém; os lagos de Oriximiná, em cujas areias as nossas tartarugas ainda encontram segurança para procriar – se é que as coisas não mudaram tanto. Visitem o Marajó e vejam o que encantou meu avô. Passeiemno lombo de um búfalo e saberão o que é força e mansidão.

Escovem os dentes três vezes ao dia, pelo menos. E usem, sim, o filtro solar. Talvez o CD do Bial (procurem no Google) tenha sumido até da internet, mas o Tim Cox tinha razão.Filtro solar e canja de galinha só fazem bem. E não esqueçam de que a gente sempre pode dizer que ama, nem que seja na orelha de um livro de receitas – ou numa crônica.

No mais, lembrem sempre que os jovens de hoje serão pais e avós. E tudo então começa de novo, nessa história sem fim.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: