Isso são modos?

A mão que balançou…

Eu não queria tocar novamente nesse assunto; de tanto que falo, pode parecer que  “me acho” melhor que a maioria. Para ser sincera, se a maioria for essa, eu “me tenho certeza”- pronto, falei.

Cá pra nós, o que está acontecendo com a velha  “boa educação”?

Onde andam aqueles ensinamentos que a gente trazia de berço? Não se engane, boas maneiras não têm nada a ver com dinheiro – ainda que, para quem tem larjant, tudo seja muito mais fácil, inclusive ter modos; difícil é exigir o mesmo de quem precisa usar condução coletiva e  S.U.S. – coisas que acabam com o menor resquício de boa vontade.

O que  assusta é gente como nós – eu e você  – estar perdendo a vergonha, inclusive em público. Jogar lixo no meio da rua é a coisa mais comum na nossa amada (?) Belém. A dondoca abaixa o vidro elétrico e faz aquela faxina no carro. Sai “de um tudo”: saco de lanche, papel, sacola de supermercado… Já soube de uma que atirou um coco, através da janela. Vamos combinar que quem tem carro provavelmente teve acesso à educação, portanto, é estúpido por vontade própria. Ou não?

Desisti de um almoço beneficente, tamanho era o “vuco-vuco” para poder saborear uma simples (e envergonhada) refeição. Madames quase se estapeando em volta da mesa, para mim, é bizarro demais. Melhor mandar a contribuição diretamente para a entidade e almoçar na santa paz do Senhor, amém.

Vocês já apreciaram o espetáculo de horrores que se forma em volta da mesa de docinhos de algumas boas festas de casamento – ou 15 anos? Dá uma vergonha danada, aquelas senhoras com pratos enormes (certa vez, vi uma delas com o sousplat!) abarrotados de doces carésimos que, na maioria, serão abandonados nas mesas. Isso é uma enorme (gigantesca!) falta de modos e de consideração com a noiva – ou aniversariante.

É impressionante como comida nos faz voltar aos primórdios da civilização. Estou exagerando? Não mesmo, é só prestar atenção.

Parece que poucos lembram que primeiro se espera que os passageiros do elevador desçam, para poder embarcar. É simples questão de física, lembra?, dois corpos não podem blá blá blá. Mas tem quem tente, todo dia, provar que é possível – principalmente no shopping.

Agradecer é algo que está saindo de moda. Noivas mandam listas com sugestões de presentes (com minúcias, tipo, marca, cor, lote e CPF…) mas agradecer, que é bom e a gente gosta…Nem pensar! Pegar canetinha e escrever um cartãozinho deve exigir um esforço descomunal; mas ainda há quem tenha educação, graças aos céus. (Quem ainda oferece a nova residência? Fora de moda? Que nada, meu bem, educação nunca é demais!)

Recado é coisa que ninguém quer receber, já estou convencida que estão desaprendendo, inclusive, a escrever. Você tenta ditar duas míseras linhas e do outro lado, o infeliz repete que é melhor ligar depois. Que lástima.

“No meu tempo” (calma, João Carlos Pereira!) a gente respondia cartas e agradecia congratulações; hoje, tem quem tenha a cara de pau de dizer que não recebeu seu e-mail, naquele mesmo endereço que lhe envia as mais chatas mensagens da internet!

Voltando ao berço, tanto faz se era um modelo inglês ou uma rede puída… A diferença é a mão que o balança – trocando em miúdos, é quem educa a criança.

Conheço uma senhora muito humilde que é um primor de delicadeza e bons modos – encontrá-la renova minhas esperanças. Quem sabe alguém aprenda com ela que “bom dia” não custa nada e faz bem?

No mais, só me resta rezar para Santa Rita – chique e poderosa –  manter por perto alguns amigos que cultivam o hábito da gentileza. Telefonam semanalmente, desejam sucesso com sinceridade e, de quebra, conversam que é uma beleza! Gente que se despede antes de viajar, mesmo que seja por quatro ou cinco dias, pois sabem que sinto sua falta!

Poucas coisas são tão boas quanto estar entre pessoas que nos acolhem gentilmente. Isso sim, é chique no último! (E se aprende em casa.)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: